quarta-feira, 25 de abril de 2018

A revolução dos malmequeres





25 de Abril…. Sempre!

Sempre!? Porquê!?

Uma fraude! Fomos enganados….

A cada ano que passa, neste dia, sinto-me mais triste, mais revoltada….

Alto aí!!!! é verdade mas...
Apaga tudo!, rápido, rápido, uma borracha para apagar o que escrevi acima!

Devo estar doida!? Ou deprimida!? E até posso mudar de ideias.

Não quero sequer pensar no “antes”, no medo, na perseguição só por pensar, nas famílias separadas pelo “salto”, no manter um povo inculto, ignorante e ignorado.

O “25 de Abril” foi o melhor que podia ter acontecido a todos nós….

A mudança, a liberdade

A liberdade não tem preço, a palavra é uma luta e uma vitória

Tenho orgulho de ser portuguesa e de ter voz

Poder ser, ter e fazer… porque sim! Porque quero! Porque penso!

Ter como caminho o verdadeiro sentido da revolução…

SÓ LAMENTO…

Um dia (também) ter cantado” Paz, pão, saúde, habitação…”

A falta de dignidade de alguns portugueses, meu Deus como me sinto envergonhada!

A pobreza… a de espírito também.

Que a salvação, a cura,  seja só para quem tem posses… os outros morrem aos poucos! Conformados numa fila num centro de Saúde qualquer

Que ainda se viva na rua, a grande casa! … “The big Apple”

Que ainda haja fome e se pague tanto por um pão!... UM pão, sabem o que é? Um pouco de farinha e água que pesa umas gramas!!!

A expectativa de dias melhores que, infelizmente mais tarde foram ceifados por pessoas gananciosas sem pudor e respeito pelo próximo, pela pátria e roubaram à fartazana.

A miséria é muito cerebral, é real, existe….nojenta!


Podia era ter sido a revolução dos malmequeres brancos, é que, não acho muita graça aos cravos….

Enfim, gostos!


Bjs

segunda-feira, 12 de março de 2018

Parabéns mana





Parabéns querida mana.

Eu sei que são os teus anos…. Mas assim como tu, o nosso pai também fazia anos em Março, a nove! E vocês os dois nunca podem ser separados, como pode….nunca! Repara só neste olhar, nesse sorriso… é só um! 

Em harmoniosa fusão.

Foi este o homem que te moldou!

Este olhar de cumplicidade nunca me vai sair da cabeça, nem da memória e sabes que o meu maior medo é o esquecer…(e eu que não sei escrever alegre! Desculpa)

Oh oh nada de lagrímita!!!! Não vais ficar triste, vais gritar de felicidade e orgulho por seres assim, emancipada, livre, forte e muito amada… pergunta, vá pergunta à “tua gente” se não é assim.

Ainda jovem os 66 anos não é nada, são simplesmente anos, não conta!

O que conta, sim o que conta é o orgulho de teres percorrido estes anos com a sabedoria e os valores a teu lado pelo caminho….

Já viste que para muitos "miúdos" estás agora num pedestal, só porque ensinaste a ler, a escrever (até parece pouco!).... deste de ti, sem tirar de ninguém.

Mas não era isto!...

Queria-te homenagear neste dia por acasos ainda não escritos, nem falados…. Acho que este ano vai ser a palavra “sensibilidade” e bom senso, claro!... nunca, mas nunca na minha vida, até há uns anos atrás eu pensava que ia ter uma irmã pintora, ligada às tintas, aos pasteis, aos pincéis, ás telas e que tem de prometer encher o caderninho com histórias diárias do quotidiana.ou de sensações.

Nunca te esqueças da frase assertiva de uma amiga tua “…uma pintura por dia, não sabe o bem que lhe fazia…” e faz, de certeza que faz.

Vai preenchendo essas folhinhas de amor, vai…

Eu sei que a vida, as vezes, é cruel e não nos deixa liberdade para mexer os braços, as pernas, as mãos… mas não impede a nossa cabeça de ser livre e viajar numa tela branca sem a conseguir borratar….

Sabes aquela caixinha que me deste “Always my sister. Forever my friend” eu guardo lá tudo o que queria fazer e dizer…. 

Faz o mesmo com o caderninho!

Pinta com as cores do céu, do mar, das nuvens, com as cores de vidas, de silêncios, de gritos, de alegrias, de tristezas…. pinta!

Amo-te do fundo deste coração com medo de esquecer.

Beijos.


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

59






“Oh fogo!!” 

Só me lembro disto para dizer “oh fogo!” 

(atenção que esta interjeição tem que ser lida em sotaque nortenho… do Porto carago!, se não, não tem piada)
Não estou a achar graça nenhuma!... Nem me estou a rir!... só não choro porque as lágrimas podem estragar o teclado e também não dá aquele dramatismo de tinta borratada para se acreditar na veracidade da coisa!

Nunca fui boa em contas e sinceramente nem gosto…. Mas quando penso que um 5 se junta a um 9 sem qualquer pudor ou permissão da minha parte, dá cá uma salgalhada e um nó no pensamento que só me vem à cabeça este desabafo “oh fogo!”… não autorizo e está fora de questão qualquer cumplicidade entre números….ainda por cima juntos dão mais do que muitos e isso não me agrada nada!

Por isso decreto e desparabeniso (nem sei se esta palavra existe, mas também já tenho idade para inventar uma) este dia… a partir de hoje, em Fevereiro,  o dia a seguir ao 15 passa a ser o 17…. E não há mas nem meio mas… 

A ca bou!

Não gosto, não brinco mais e parou por aqui…. Um numero do meio outro já do fim…. É que não há mais números e a sequência a seguir é obscena e não estou para isto!

Se alguém quiser juntar números que o faça, por mim parou aqui, desço nesta paragem e vou aos saltinhos (quase infantis) brincar com as palavras e os sonhos de uma vida…

Era tão bom e naif quando sonhava ser cabeleireira, veterinária ou mesmo costureira! 

Quando o nosso ídolo (príncipe encantado) era pendurado e esparrapachado (olha outra!) na parede do quarto ou a encapar os livros da escola, ou quando punhas rimel por cima de rimel durante uma semana até ficarem uns canudos grossos a pesar o raio das vistinhas, os olhos, esses, eram pintados como se tivesses levado uns valentes murros e os cabelos escovados à afro (nem sei porque me lembrei disto agora!)… é pá estás gira, o mundo é meu(aos gritos, penso eu)

Saías assim só porque sim….para meter nojo!...

Era giro! Era muito Gloria Gaynor “ I Will Survive”

Isto sim tinha piada, agora isto… 59 nãoooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!

“Oh pá fogo” eu não queria mas acho que me vou resignar às evidencias e se quiserem até me podem dar os parabéns, conformada com a velhice, aceito….

Beijos




domingo, 17 de dezembro de 2017

A vida secreta das árvores


Hoje fiz a Circunvalação a apreciar as árvores, nenhuma é igual a outra! E todas são lindas.

Nesta época, despidas de folhagem conseguimos apreciar todos os contornos e a beleza dos seus ramos, a elegância de como se agitam ao vento...

As formas, os abraços as caricias que partilham entre elas....

Adoro e ás vezes olhá-las até me dá vontade de chorar pela imensa beleza que não cabe dentro de mim...

          .

domingo, 26 de novembro de 2017

"Os facebookianos"




Como todas as miúdas na adolescência, eu também tive um diário, com desabafos, alegrias, tristezas, fechado a sete chaves para que ninguém pudesse, alguma vez, violar os meus pensamentos…. Eram meus, eram para ficar comigo eternamente e nunca, mas nunca mesmo, ninguém saber!!!!

Realmente nunca ninguém soube…. Deitei tudo ao lixo!

Claro que me arrependo!

Se é moda ou não, não sei! Nem tão pouco me interessa, mas que é agradável escrever, desabafar para quem queira ler, lá isso é… contar e partilhar vivências, histórias ou mesmo dar a conhecer o que gostamos de fazer, como gostamos de estar… ficamos mais leves, mesmo que ninguém nos leia ou que a nossa passagem, seja assim, invisível para milhões de pessoas.

Tanto faz!

Porque não hei-de partilhar que estou triste!?

Porque não hei-de partilhar que estou alegre ou mesmo feliz!?

Não tenho nada contra mas não quero fazer parte daqueles que acham que estar numa rede social é uma devassa à individualidade e à privacidade….

É tão simples… quem gosta… “lika”…. Quem não gosta não “lika” (assim mesmo à portuguesa)

Querem escrever sobre política….escrevam

Querem “metafisicar”… metasfisi…….esta é dificíll!!!!

Querem publicar desgraças, tragédias, etc…. força nisso!

Eu escolho, o que quero ler ou ver…. Não é simples!?

Só não posso esquecer duas coisas:

Respeito
Educação

As opiniões são tantas, mas tantas mesmo, que reconheço que muitos facebookianos estão lá só para agredir, maltratar…. “Sentir-se bem com o mal dos outros”… não é o meu género, não entro em discussões maldizentes, mas isso já é uma questão de educação e valores…

Não complicar (o que é simples) é muito melhor!

Por falar em complicar, ando aqui a pensar num assunto que me tem dado “água pela barba!”... eu escolhi ou fui escolhida!?... mais tarde escrevo sobre isto… ainda está a “marinar”


Beijos



sábado, 16 de setembro de 2017

Jorginho


Não importa quantos mas já passaram uns aninhos desde que o menino de pestanas longas, olhos brilhantes e cabelos de ondas nasceu!

O Jorginho nasceu, aos meus olhos o mais lindo do mundo!

Quando me disseram que eu ia ser a madrinha! … eu tinha 15 anos, será que “posso?” Pensei eu!

Fique tão feliz por tamanha honra!

Devo-te ter dado tantos, tantos, mas tantos beijinhos … e ficas a saber que beijinhos de madrinha ficam para sempre no TEU coração e nos MEUS lábios o sabor do amor!...

Continuas sempre doce e meigo …. E eu adoro os teus abracinhos!!!!

E porque hoje fazes anos, aqui vão mais e mais e mais uns quantos beijinhos e o desejo que a felicidade esteja sempre por perto, a alegria ao teu lado e a vitória no teu caminho!


Beijos do coração.




domingo, 27 de agosto de 2017

Ser (o que se é!)




Depois de também Graça Fonseca ter “saído do armário” dei por mim a pensar, que interesse tem esta revelação, sim! Que interesse tem para nós saber isso? Vai ser crucificada!? Ou mesmo apedrejada, como antigamente? Vais deixar de ser quem é? Vai passar a desempenhar mal as suas funções!? Só aos incultos é que tamanha “disfunção” poderá passar pela cabeça.

Assim como Richard Zimler são PESSOAS.

Pior seria se fossem “drogados” ou “alcoólicos” aí sim, era preocupante, além de distorcer e queimar células no cérebro são adições que fazem mal à saúde, não deixam PENSAR com discernimento nem clareza.

O QUE IMPORTA A OPINIÃO DOS OUTROS!

Quando era miúda, aí pelos 11/12 anos eu e o meu irmão recebemos, pelo Natal, um livro que tinha por título, para mim “Já és uma mulherzinha” e para o meu irmão “Já és um homenzinho”…. Mas o que é isto!? Os nosso pais deviam pensar que com “aquilo” aprendêssemos “tudo” (distorcido, claro!) sobre a sexualidade e que os bébés não vinham nem de Paris, nem de cegonha.

Será que me ri?...

Já não me lembro bem o que por lá estava escrito, sei que ilustrava, com legendas, os órgãos sexuais da menina e do menino mas tudo que poderia ser feito antes do casamento era pecado aos olhos de Deus! Sexo só depois do casamento, menino com menino… NÃO, menina com menina…. NÃO.

Na altura o assunto além de tabu era mais “desde que não apareças grávida, ou não engravides ninguém, desde que não envergonhes a família com “doenças de desvios”, como diz o Prof Gentil Martins… está tudo bem!.... Não importa o que sentes.

Todo o resto, não era importante…

A preocupação maior era “O que vão dizer os outros!?”

E depois lá vinham os disparates:
-Dei um beijo com língua… vou ficar grávida?
- Sentei-me na sanita… vou ficar grávida?
-Abracei um rapaz e senti um arrepio…. Pronto é desta que engravidei!

Na altura que decidi casar, não pude marcar para a data que queria….” É muito cedo o que vão dizer …. olha está grávida e vai casar às pressas!”

ahahahah!!!!! ….

Ou quando pedi à costureira que não cintasse muito o vestido (de noiva)… “ Não devias ter dito isso, vai pensar que estás grávida!”…. Ora essa, detesto roupa apertada, no meu dia quero estar confortável!

Ainda bem que agora, os pais falam com os filhos! Ainda bem que lhes explicam que não tem mal sentirem e serem fiéis aos sentidos e que não é por isso que vão deixar de os amar.

E se ser hétero é que fosse “sair do armário”?

Andava tudo deprimido e a apontar o dedo?

É bom que as pessoas se assumam, não pelos outros, mas por elas!

Acho que não precisam de sentir obrigação de “informar” os outros pelo que são ou deixam de ser!... São (ponto)…. Ninguém tem nada com isso, a mim não me aquece nem me arrefece, não é por aí que se avalia o valor de cada um.

Crucificar pessoas por serem gays ou lésbicas é desumano, é terrorismo.

Ó meu Deus, vou gritar bem alto são PESSOAS.


Mesmo achando ridículo apontar o dedo, levanto-me e aplaudo a coragem.


chuack...


sábado, 19 de agosto de 2017

A saudade nunca passa!

15/08/ 2017
Mais um ano passou, mas a saudade não passa! Nunca passa!

Mais uma vez vou fazer de conta que te estou a ligar pelo telefone, é que preciso imaginar-te do outro lado da linha como real como se a qualquer momento me respondesses….

Neste teu dia a que eu chamo de chegada e de partida, estou na Pala e este silêncio e esta paz trazem tantas recordações, tantas vivências…. Mas sabes, nada já é como era!

Brinca-se com os telemóveis e tablets e não se sabe o que é a malha!

O carro substitui as pernas porque com os anos, os mesmos caminhos se tornaram distantes e longínquos, os banhos no rio foram substituídos por piscinas… só o tanque continua a fazer a alegria da pequenada…

Não é que me lembre muito de ti aqui na Pala enquanto miúda, mas lembro que na Páscoa vinhas sempre cá e mais tarde fazias as delícias da Inês com as brincadeiras malucas, o “Tio coceginhas” como ela sempre te chamou.

Novidades sobre o mundo? Queres mesmo saber? Nãããão… não queiras, está tudo podre e pobre…

O quê?! Queres saber de nós? Continuamos a ser a família Couto Martins, a mãe cansada e baralhada mas estamos todos bem … mas tu daí de certeza que sabes tudo sobre nós…

As vezes, na rua parece que te vejo!... estou louca!? Talvez!? Mas tenho que aprofundar o olhar para ver que não és tu mas alguém que por vezes nem parecido é mas que num pequeno gesto fez-me lembrar de ti. Dizem que nós escolhemos as nossas vidas terrenas, se é assim, não sei!!!... Mas se assim fôr talvez já nos cruzamos por aí, até quem sabe, já falamos… eu como eu e tu como …. Sei lá! Tantas vidas cruzadas!!!!

Vou-te contar, adoro tirar fotografias e descobri há pouco tempo que o teu filho Rui também gosta, adorei e fiquei tão contente…. Coisas pequeninas que valem tanto! Parece que houve um clic! Uma ligação! Pelo menos foi o que eu senti! Logo eu que ligo muito ao que se passa dentro de mim, ao que se passa dentro da minha cabeça e no meu coração.

Gostava de te contar tudo e escrever de tudo mas tu sabes, sempre fui de engolir, analisar e guardar. Quando nos voltarmos a encontrar podemos conversar sobre os anseios e as angustias que ficaram por dizer…. Temos tempo, muito tempo… ou talvez não!?

As guerras de ódio, os atentados, os crimes contra a humanidade e contra o planeta cada vez são mais e maiores, todos nós vivemos em constante medo e inseguros…. E um dia isto tudo acaba!!!!!!!

Enfim!

Mas sabes, adoro árvores, cada vez mais adoro as paisagens ao meu redor e estando aqui na Pala faz-me gostar ainda mais da natureza, apesar de a cada passo se ouvir as sirenes dos bombeiros e os aviões a apagar os incêndios que destroem as nossas aldeias, montes e vales…e este ano têm sido demasiadas as tragédias.

Para o ano e para o outro e para o outro espero voltar a escrever-te , novidades e segredos para ti não há, portanto vou só transmitindo a minha saudade e a minha gigante pena de te perder.

Tenho tantas saudades tuas!

Pela chegada…Parabéns!


Pela partida… um dia havemos de nos encontrar!




sábado, 15 de julho de 2017

Há dias assim


                               Escrever…. O quê!?
Sinto esta necessidade e não sei por onde começar, pegar, qual assunto, que opinião…

Se a escrita fosse por pensamentos, bom! Aí já tinha páginas e páginas com letras que não mais acabavam….

Os meus pensamentos, as minhas opiniões brotam e viajam pelo meu cérebro sem parar, faço eternos diálogos e vários papeis como se fosse uma actriz….

Costumo usar muito os três pontos (…) isto quer dizer, acho eu, que não acabo, que não digo tudo, que há qualquer coisa em mim que não tem fim, mas o quê?

         Também não sei se quero chegar ao fim, vou-me magoar,
E talvez vá magoar alguém… prefiro guardar para mim a tristeza que sinto e mostrar sempre a alegria por estar e tentar que não me afectem, não me deprimam…. Dizer disparates e rir!

Se o conflito valesse a pena! Mas não vale…

Não tenho, nem consigo responder a conflitos irónicos e a piadas desconcertantes, ditos com a noção exacta de que vão magoar… porquê?

Ignorar… deixar que cada um viva a sua vida… mais tarde veremos como vai ser…

Não quero perder tempo com quem não me deixa feliz!


                               A FORÇA DA AMIZADE
Tenho pena que algumas pessoas achem que isto já não existe…

Existe, pouco, mas existe…

É um fruto doce que cada vez menos se cultiva ou cozinha…. Não se deixa chegar à fervura, ficamos sempre pelo “quebrado da friura”, deixamos à metade, como tudo hoje em dia….

Eu gosto de abraços
Eu gosto de beijos
Eu gosto de viajar em pensamento
Eu gosto do mar
Eu gosto da areia fria
Eu gosto das nuvens…. Parece um contra censo, mas não gosto de ver o céu só em imenso azul!
Eu gosto do Inverno
Não gosto da chuva
Eu gosto de um prado verde e de árvores…. Adoro árvores!
Gosto de ver crianças em correria e em sorrisos resgadas na alegria de uma brincadeira
Eu gosto de me banhar em águas calmas
Gosto de Girafas (curioso!)
Não gosto de Pandas (não acho piada!)
Gosto de passear à beira mar com a minha irmã (já não o fazemos há tanto tempo!)
Não gosto de ir ao supermercado
Não gosto de ir ao médico (um mal necessário)
Não gosto de cozinhar
Gosto de miminhos, surpresas e presentes
Gosto do “no sense”
Gosto de ter sentido do humor
Gosto de trabalhar
Tenho medo da idade
Tenho medo de morrer sem ter dito e feito TUDO
Tenho medo do terrorismo
Tenho medo do caminho que o nosso mundo leva
Não gosto do Donald Trump, do Paços Coelho e de todos que nos tentam tramar pela manipulação.

                …. Já volto…. Vou ver o António Zambujo
Ontem à noite estava um calor

Ainda cheguei a tempo de ouvir algumas músicas, claro que ouvi a minha preferida “O pica do 7”

Som de fado com mistura de bossa nova é delicioso.

Gosto desta música com sabor a Vinicius

                      Hoje o calor continua
Vai soar a disparate, mas vou dizer (escrever)

Não gosto do Verão…. Ups já disse (escrevi) é oficial e assumo

Mas gosto do sol…. de inverno!

O Verão só serve para nos cansar, nos deixar desconfortáveis e moles com um líquido horrendo, chamado suor a deslizar pelo nosso corpo sem nos deixar respirar e a suspirar pelas horas passadas no chuveiro.

Se ficamos em casa, percorremos kilometros à procuro do sitio mais fresco, se saímos percorremos kilometros à procura de uma sombrinha e não apreciamos o que nos rodeia, sempre a beber água até ficar inchada e enjoada…. Isto é bom?

ISTO É BOM!?


Beijos e afectos!


sábado, 13 de maio de 2017

Francisco




Não é sobre o meu primo Francisco Eduardo, de quem eu gosto muito, não é sobre o pequeno sorridente e adorável Francisco que vive no andar de cima…. 

Então! Quem é este Francisco?


Mais uma vez acordei a meio da noite sobressaltada com pensamentos em catadupa, desta vez sobre um homem que arrasta multidões, que nos faz vibrar e gritar à sua passagem, tal e qual como se estivéssemos num concerto rock do nosso ídolo.


imagem Google


Este Francisco fez-nos parar a meio do regresso a casa de telemóvel em punho a ouvir a sua oração “Salve Rainha” e chorar e suspirar.

Este Francisco dissecou a oração e presenteou-nos com uma mensagem de esperança, fé e muito amor.

Este Francisco fez-me chegar a casa e ficar colada à televisão até ao final da procissão das velas, ouvi atentamente a sua mensagem e admirei….




Como eu queria estar perto dele….
imagem Google

Não, acho que ao Santuário não ia…. Mas se tivesse vindo ao Porto, aí, de certeza que estava na primeira fila a chorar, assim fica-me o consolo de que o mais perto que estive dele é que estamos no mesmo país e que a esta hora (são 04h da manhã) ele deve estar a dormir e eu a escrever para ele.

Um jesuíta de nome Jorge Mário Bergoglio que antes de ingressar nesta aventura cristã viveu tal e qual como um comum mortal, penso que daí todas estas suas ideias “revolucionárias” que podem chocar alguns crentes mais conservadores  mas que para outros foi uma brisa, uma esperança no catolicismo.

Deu um novo sentido á palavra “Misericórdia”, diz o que tem a dizer a quem tem que dizer e, ainda mais, diz que “ Nossa Senhora não é uma Santinha que faz favores”, só por esta lucidez vale a pena seguir tamanho ser humano.

Todos os dias entram mensagens dele no meu instagram para ser franca, muitas delas não leio mas já o considero o “meu amigo” na rede.

Eu sei que não sou uma boa cristã!

Às vezes duvido!

Outras vezes peço!

Não sei rezar, mas no meu íntimo falo muito com Deus, com Nossa Senhora de Fátima, mas sempre sem promessas.

É… este Francisco  é o exemplo da bondade que faz ver a muita gente que não é preciso julgar nem atirar pedras e que temos de aprender a perdoar.

Somos todos filhos de Deus e que se vivêssemos em misericórdia e em amor, tudo seria perfeito.

Que Nossa Senhora o abençoe e a nós também.

imagem google
“Salve, Rainha,
Mãe misericordiosa,
vida, doçura e esperança nossa, salve!
A vós bradamos os degregados filhos de Eva.
A vós suspiramos, gemendo e chorando
neste vale de lágrimas.
Eias pois, advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto de vosso ventre,
ó clemente,
ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.
Rogais por nós Santa Mãe de Deus.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Amém.”

Oração do Papa Francisco:

“Salve Rainha,
bem-aventurada Virgem de Fátima,
Senhora do Coração Imaculado,
qual refúgio e caminho que conduz até Deus!
Peregrino da Luz que das tuas mãos nos vem,
dou graças a Deus Pai que,
em todo o tempo e lugar,
atua na história humana;
peregrino da Paz que neste lugar anuncias, louvo a Cristo, nossa paz,
e para o mundo peço a concórdia
entre todos os povos;
peregrino da Esperança que o Espírito alenta, quero-me profeta
e mensageiro para a todos lavar os pés,
na mesma mesa que nos une.
Salve Mãe de Misericórdia,
Senhora da veste branca!
Neste lugar onde há cem anos a todos mostraste
os desígnios da misericórdia do nosso Deus,
olho a tua veste de luz
e, como bispo vestido de branco,
lembro todos os que,
vestidos da alvura batismal, querem viver em Deus
e rezam os mistérios de Cristo para alcançar a paz.

 

Salve, vida e doçura,
Salve, esperança nossa,
ó Virgem Peregrina, ó Rainha Universal!
No mais íntimo do teu ser,
no teu Imaculado Coração,
vê as alegrias do ser humano
quando peregrina para a Pátria Celeste.
No mais íntimo do teu ser,
no teu Imaculado Coração,
vê as dores da família humana
que geme e chora neste vale de lágrimas.
No mais íntimo do teu ser,
no teu Imaculado Coração,
adorna-nos do fulgor de todas
as joias da tua coroa
e faz-nos peregrinos como peregrina foste Tu. Com o teu sorriso virginal
robustece a alegria da Igreja de Cristo.
Com o teu olhar de doçura
fortalece a esperança dos filhos de Deus.
Com as mãos orantes que elevas ao Senhor
a todos une numa só família humana.

Ó clemente, ó piedosa,
ó doce Virgem Maria,
Rainha do Rosário de Fátima!
Faz-nos seguir o exemplo dos Bem- aventurados Francisco e Jacinta,
e de todos os que se entregam
à mensagem do Evangelho.
Percorreremos, assim, todas as rotas, seremos peregrinos de todos os caminhos, derrubaremos todos os muros
e venceremos todas as fronteiras,
saindo em direção a todas as periferias,
aí revelando a justiça e a paz de Deus. Seremos, na alegria do Evangelho,
a Igreja vestida de branco,
da alvura branqueada no sangue do Cordeiro derramado ainda em todas as guerras
que destroem o mundo em que vivemos.
E assim seremos, como Tu,
imagem da coluna luminosa
que alumia os caminhos do mundo,
a todos mostrando que Deus existe, que Deus está,
que Deus habita no meio do seu povo, ontem, hoje e por toda a eternidade.

Salve, Mãe do Senhor,
Virgem Maria, Rainha do Rosário de Fátima! Bendita entre todas as mulheres,
és a imagem da Igreja vestida da luz pascal, és a honra do nosso povo,
és o triunfo sobre a marca do mal.
Profecia do Amor misericordioso do Pai,
Mestra do Anúncio da Boa-Nova do Filho,
Sinal do Fogo ardente do Espírito Santo, ensina-nos, neste vale de alegrias e
dores, as verdades eternas
que o Pai revela aos pequeninos.
Mostra-nos a força do teu manto protetor.
No teu Imaculado Coração,
sê o refúgio dos pecadores
e o caminho que conduz até Deus.
Unido aos meus irmãos,
na Fé, na Esperança e no Amor, a Ti me entrego.
Unido aos meus irmãos, por Ti, a Deus me consagro,
ó Virgem do Rosário de Fátima.
E, enfim, envolvido na Luz que das tuas mãos nos vem, darei glória ao Senhor pelos séculos dos séculos.
Amen”

Beijos